Skip to main content

Diversidade e igualdade de gênero

México, Guatemala, Colômbia

Movimento selecionado pelo
Apoio para Movimentos Sociais

Movimento pelo respeito às diferenças, diversidade e acesso a direitos e liberdades para mulheres e meninas

Objetivo

O movimento busca, por um lado, frear a violência contra as mulheres e mudar as narrativas que criminalizam os protestos. Por outro lado, promove a garantia, respeito e fortalecimento de seus direitos e liberdades, bem como o acesso das mulheres aos espaços de decisão

Contexto

Historicamente, as mulheres, principalmente afrodescendentes e indígenas, têm sido afetadas por diferentes níveis de injustiça: falta de acesso a recursos básicos, como educação, segurança, justiça e trabalho, além de violência física, trabalhista, econômica e sexual. Buscar promover esses movimentos é uma prioridade urgente, pois, embora algumas condições tenham melhorado nas últimas décadas, isso não tem sido realizado de forma equitativa em países como o México, que continua sendo o segundo país com mais casos de feminicídio na América Latina e no Caribe.

Consequências negativas que não abordar esta questão pode trazer:

  • Que as demandas pelos direitos das mulheres sejam percebidas de forma centralizada e deixem de lado as mobilizações de mulheres localizadas nas periferias e outros estados do país;
  • Que as ações e discursos em torno da apropriação do espaço público por mulheres que reivindicam seus direitos continuem sendo criminalizados;
  • Que a violência de gênero não seja reconhecida como um problema estrutural e sistêmico, continue normalizada e seja percebida como um problema isolado;
  • Que a desigualdade de gênero entre homens e mulheres aumente ainda mais, afetando assim o livre desenvolvimento de mulheres e meninas;
  • Que a violência sexista institucional continue nas marchas e manifestações de mulheres e que não há processos de responsabilização para coibir a impunidade;
  • Que ferramentas e processos não sejam criados para lidar e punir as formas de violência digital contra mulheres e meninas.

Caminho de ação do movimento

  • Por meio de diversos grupos, o movimento busca sensibilizar os cidadãos para unir forças na defesa de seus direitos e contrariar o discurso que criminaliza os protestos e a apropriação das mulheres no espaço público com uma abordagem de gênero. Por outro lado, o trabalho das organizações e coletivos promove a ampliação da discussão sobre a violência de gênero a partir de diferentes perspectivas e espaços, desde oficinas a jornalistas, capacitação em segurança e conscientização da população sobre a violência sexista.
  • Do campo jurídico, pretende-se conceber propostas de políticas públicas e dialogar com as principais autoridades, por um lado, sobre a questão da descriminalização da interrupção da gravidez e, por outro, sobre o processo de atuação das forças policiais durante os protestos, a favor dos direitos das mulheres e o reconhecimento de suas necessidades.

Rota de atuação de cada organização que integra o movimento

  1. Posicionamento de narrativas sobre a ressignificação do patrimônio cultural e a apropriação do espaço público nos protestos das mulheres.
  2. Treinamento sobre o impacto da violência machista em várias áreas da vida de mulheres e meninas.
  3. Formação de redes de apoio entre as mulheres que são fundamentais para promover o reconhecimento e o pleno acesso aos seus direitos e enfrentar a desigualdade.

Plano de ação

  • Uma contra-narrativa de sucesso refletida nos meios de comunicação de massa que se refere ao ponto de vista das vítimas femininas e sua reivindicação legítima pela proteção e respeito de seus direitos;
  • Vários movimentos em favor da defesa dos direitos das mulheres com uma estrutura organizacional fortalecida em capacidades de segurança e sustentabilidade para incidência de longo prazo;
  • População periférica e fora das capitais mais informadas sobre igualdade de gênero e violência contra a mulher;
  • Protocolos de ação para policiais com base no respeito aos direitos humanos durante as manifestações.