Juntas frente à pandemia mundial

Guatemala

Projeto apoiado pelo
Fundo de Resposta Rápida

Campanha para promover o empoderamento político, social e econômico das mulheres indígenas frente à pandemia mundial da COVID-19

Objetivo

Posicionar as lideranças e demandas das mulheres indígenas frente ao impacto da pandemia mundial da COVID-19 para sua inclusão na agenda pública.

Duração do projeto
6 meses
5 organizações participantes
• Asociación Política de Mujeres Mayas -Moloj-, Cobertura a nivel Nacional, Guatemala.
• Organización de Mujeres Mayas KAWOQ, San Sebastián Huehuetenango, Huehuetenango.
• Movimiento de Mujeres Mayas Tz’utujiles Ixkeem, San Pedro La Laguna, Sololá.
• Asociación para el Desarrollo Integral de la Mujeres Mayas Ajpitx ADIMAJ, San Ildefonso, Huehuetenango.
• Red Comunitaria de Mujeres Mayas K’iche’ San Vicente, Momostenango, Totonicapán.

Contexto

A crise social, política e econômica na Guatemala sofreu um aumento devido aos efeitos da pandemia mundial da COVID-19. É necessário realizar ações para posicionar e dar visibilidade às lideranças e demandas estruturais e conjecturais das mulheres indígenas frente aos impactos da pandemia; os cidadãos questionam o status quo, são a favor do combate à cooptação e corrupção do governo, e à construção de um governo inclusivo e representativo dos setores mais vulneráveis do país.

Plano de ação

  • Gerar parcerias e ações coordenadas para exigir o respeito aos direitos humanos das mulheres indígenas-mayas.
  • Posicionar os direitos das mulheres indígenas na sociedade guatemalteca.
  • Dar visibilidade aos impactos da pandemia na vida das mulheres indígenas.
  • Posicionar as demandas das mulheres indígenas em vista dos impactos da pandemia perante os diferentes níveis de autoridades públicas e os cidadãos.
  • Dar visibilidade aos direitos coletivos das mulheres indígenas na agenda pública.
  • Conscientizar os cidadãos em geral e as mulheres indígenas sobre a importância da participação política em espaços de tomada de decisão.

Saber mais