O trabalho próximo e ativo com movimentos sociais na região é uma aposta importante frente à necessidade desafiadora de promover processos de transformação estrutural e sistêmica nas democracias da América Latina.

De 2019 a 2021, a América Latina foi palco de numerosas mobilizações e protestos em diferentes países da região, como Chile, Peru, México, Brasil, Colômbia e Guatemala, entre outros. Os cidadãos de organizaram ativamente nos momentos de maior crise e instabilidade para exigir soluções.

Para a Pulsante, a participação dos cidadãos em diferentes níveis e processos, em um ambiente digital e/ou físico, contribui para processos cívicos mais acessíveis, inclusivos e abertos na América Latina. Novos modelos democráticos são possíveis graças à coordenação entre diferentes atores e as mudanças sociais surgem no coletivo.

Frente a esse panorama, a Pulsante lança o Apoio para Movimentos Sociais, que trabalhará de forma próxima e ativa com movimentos que já existem na região. O objetivo do Apoio é apoiar movimentos sociais que têm capacidade comprovada de mobilização e de incidência.

Quem receberá o apoio
A Pulsante apoiará movimentos sociais que têm experiência e trabalho prévio na promoção de mudanças democráticas.

  • Movimentos que têm como missão melhorar e ampliar a mobilização social e política em temas como: feminismo, representação política de minorias, defesa do território e defesa de direitos de grupos vulneráveis.
  • Movimentos que representam as vozes de comunidades tradicionalmente excluídas e subrepresentadas nos processos democráticos e de tomada de decisões.
  • Movimentos que tomam decisões baseadas em processos coletivos e representativos com seus integrantes.

Características do apoio

Sem abrir um convite à apresentação de propostas, a Pulsante identificará e entrará em contato diretamente com movimentos sociais para oferecer apoio técnico e financeiro. O apoio técnico não financeiro buscará fortalecer o movimento social em necessidades identificadas como comunicação para a incidência, protocolos de autocuidado (físico, emocional e digital), estratégias de incidência política, entre outros.

O apoio financeiro será de US$10.000 a US$60.000 para a execução do plano de trabalho.

Algumas das características desses apoios são:

  • Flexibilidade: o diálogo sobre recursos (financeiros e não financeiros), plano de trabalho e cronograma será coconstruído com base no interesse do movimento social.
  • Múltiplos pontos de entrada: permitem o apoio e conexão com diferentes tipos de atores de acordo com o caso, por exemplo, organizações, coletivos e/ou grupos informais.
  • Processo iterativo: o processo de apoio pode ser dividido entre diferentes atores e fases de trabalho.
  • Acompanhamento personalizado: identificação de oportunidades de colaboração e necessidades específicas do movimento para fortalecer suas capacidades.

Critérios e prioridades para a identificação

  • Movimentos sociais com uma trajetória comprovada.
  • Movimentos que tenha modelos internos de colaboração, solidariedade e criação de redes.
  • Liderança e estrutura de trabalho interno.
  • Grupos de trabalho diverso e inclusivo.
  • Coerência contextual e clareza sobre a mudança social proposta.
  • Oportunidade de incidência política no plano local ou nacional.
  • Objetivo e plano de trabalho definido.

O Apoio para Movimentos Sociais será realizado por meio de diálogos diretos com os movimentos identificados e a equipe da Pulsante estará aberta a sugestões por meio do e-mail info@pulsante.org.

Os movimentos serão identificados e apoiados entre outubro de 2021 e julho de 2022

Seção Perguntas Frequentes AQUI

1. Quando e como serão anunciados os movimentos identificados que receberão o apoio?
Os movimentos identificados que a Pulsante decidir apoiar serão anunciados nas redes sociais. Não haverá uma única data de anúncio. Os movimentos serão anunciados na medida em que forem identificados e selecionados, entre outubro de 2021 e julho de 2022.

2. Quantos movimentos sociais receberão o apoio?
O apoio será fornecido a 5 ou 6 movimentos sociais.

3. Existe um convite à apresentação de propostas aberto para a inscrição dos movimentos sociais?
Não haverá abertura de convite à apresentação de propostas para inscrição dos movimentos sociais. Os movimentos serão identificados diretamente pela Pulsante. Além disso, a equipe da Pulsante estará aberta a sugestões sobre movimentos para identificação por meio do e-mail info@pulsante.org.

4. O apoio será oferecido a movimentos sociais regionais?
A Pulsante poderá apoiar movimentos regionais, caso cumpram os critérios e prioridades para a identificação acima mencionados.

5. A Pulsante pode apoiar um movimento que não tenha pessoa jurídica?
Caso um movimento não tenha representação ou pessoa jurídica, existe a possibilidade de identificar uma organização (pessoa jurídica) que possa receber e administrar os recursos, e que acompanhe estrategicamente o movimento no desenvolvimento do processo.  Além disso, a Pulsante pode assumir o pagamento direto das ações/serviços que o movimento precise realizar. Por exemplo, pagamento de estratégia de comunicação, campanha, materiais, entre outros.

6. O que a Pulsante entende por incidência? Que tipo de reformas ou transformações estruturais o movimento social deve ter como missão?
A Pulsante entende incidência em um movimento social como a capacidade de realizar uma mudança sistêmica. Ou seja, a realização de mudanças sociais, novos arranjos culturais, mudança da opinião pública, mudança de políticas públicas, entre outros.

Esses processos de mudança devem estar inseridos em um contexto único de oportunidade que permita tal transformação ou inicie um processo de mudança.

Por exemplo: oportunidade constituinte no Chile, oportunidade de eleições locais na Colômbia, etc.

7. A Pulsante pode acompanhar um movimento político e/ou partido político?
A Pulsante não apoia partidos políticos. O movimento pode ter uma proposta política, entretanto, a Pulsante buscará acompanhar a agenda social, de ação cívica/cidadã e de empoderamento de grupos tradicionalmente excluídos dos espaços de tomada de decisões.